dark

WordPress e a experiência com blocos

avatar
O WordPress está construindo um muro com seu editor de blocos, bem alto pelo jeito
WordPress e a experiência com blocos 4
Total Views :

Definitivamente não sou programador, nem expert no núcleo de programas, quanto mais me aventurar a criar um cms. E isto é o que me permite ser um usuário. Avançado? Talvez. Mas o que importa é que exatamente essa condição que me permite extrair o melhor de todas as opções disponíveis. E quando cito opções, incluo aí editores, plugins e cms.

O WordPress está caminhando a passos largos para inserção cada vez maior de blocos em todos os lugares, e isto está se tornando um problema. Cada vez mais funções, tentam competir com construtores de sites, o que não é, nem de longe, o verdadeiro espírito WordPress que conhecemos desde o início.

Curta os canais do site nas redes sociais

Para usuários comuns é muito bonitinho aqueles quadrados repletos de recursos, que na verdade escondem uma colcha de retalhos. Retalhos com brechas enormes, e a tendência de remendos a cada versão é só aumentar.

O WordPress parece estar incorporando as tiles do Windows 8 em suas primeiras versões, e sabemos que a tendência é cair no fracasso.
Os blocos condenam os usuários a utilizar espaços pré-definidos, que podem ser customizados. O problema é que nos bastidores, uma guerra maior está sendo travada por compatibilidade destes recursos. Basta olhar o número de versões já lançadas do Guttemberg. Para um editor central de um cms é muita coisa em tão pouco tempo.

Outro ponto negativo, é que por mais que se tente adequar o editor de blocos ao sistema, incompatibilidades surgem, quando não, brechas de segurança perigosas.

Que o WordPress perdeu o charme que sempre teve, não resta dúvidas. Os amantes dos retângulos e quadrados devem se deleitar. Mas no outro extremo, o da flexibilidade e liberdade de edição perdem e muito do poder que sempre usufruíram.

Nas últimas versões do WordPress desde o lançamento da versão 5, eu nunca tive tanta audiência. A chegada do SSL, impactou muito as métricas dos sites, até que tudo se normaliza-se muitos esforços de SEO por exemplo se perderam.

Compartilhe nossas notícias em suas redes

E agora sobre minha experiência pessoal com o WordPress nos últimos tempos. Muitos bugs, problemas um atrás do outro com plugins pagos e devidamente licenciados. Por incrível que pareça, cheguei a trocar de provedor três vezes, e neste meio tempo, problemas e mais problemas com as versões 5.x.x do WordPress.

Depois de muito quebrar a cabeça, consultar especialistas, trocar plugins e gastar muito dinheiro com soluções que causavam outros problemas, decidí que não mais usaria WordPress. E isto é definitivo. Cada bloco novo que chega ao WordPress está contribuindo para construir um muro, dividindo seus usuários. Eu não me arrisco mais. Chega de tentar fazer o WordPress funcionar para mim.

Outro ponto no mínimo intrigante, eram os indicadores, as métricas do site não avançavam. Eu dificilmente conseguia 25 visualizações. Em contrapartida, hoje no ClassicPress, curiosamente ultrapasso 100 visualizações em alguns minutos. E estou investigando isto.

De qualquer maneira, estou muito satisfeito em adotar o ClassicPress como cms. Uma coisa é certa, não volto para o WordPress.

Entre outros critérios, tudo que você faz no WordPress pode ser feito no ClassicPress e a prova disto é este site, com tema super atual, recursos de vanguarda e otimizado tanto para Mobile como para Desktops. Outro fator interessante, é que você sente que seu conteúdo está se propagando, algo subjetivo, mas que não ocorria nos últimos sites em WordPress que construí. Para se ter uma idéia, entre o horário do post e a conclusão deste parágrafo de atualização, cerca de 5 minutos, obtive nada menos que 47 visualizações e 29 compartilhamentos, e isto é muito, muito interessante.

Total
29
Shares
Previous Post
Ritmo acelerado na Apple 5

Ritmo acelerado na Apple

Next Post
Orkut reativa página com aviso enigmático 6

Orkut reativa página com aviso enigmático

Related Posts